Violência volta às favelas do Rio de Janeiro

“Rio volta a ser triste. Capa de terror sobre as favelas”, diz manchete de Avvenire

  • Os favelados compreendem 1,7 milhão de pessoas no Rio 
  • Os homicídios cresceram 20%

Em reportagem especial e de capa desta sexta-feira (3) no jornal católico italiano Avvenire, o Rio de Janeiro figurou com a foto principal ao abordar a grande crise na cidade. “Rio volta a ser triste. Capa de terror sobre as favelas” (Rio violenta: la grande crisi uccide la tregua nelle favelas – AVVENIRE) unciava a manchete da correspondente Lucia Capuzzi.

A reportagem repropõe a triste realidade do recrutamento de crianças e adolescentes ao narcotráfico, que seguem uma “hierarquia criminal” na favela do Complexo de Maré (bairro), norte do Rio, que tem 150 mil habitantes e 17 comunidades: os pequenos vão mudando de função à medida que crescem. Segundo a matéria, à diferença das máfias do México e da Colômbia, os traficantes cariocas não exportam para os EUA e para a Europa: o comércio deles se limita ao mercado interno, aos turistas e moradores de Copacabana e Ipanema que frequentam as favelas para consumo particular.  

[…] [Fuente: “Rio volta a ser triste. Capa de terror sobre as favelas”, diz manchete …]


“Complexo da Maré, 140 mil habitantes, um conjunto de favelas onde já ocorreram 18 mortes violentas desde o início do ano.” […] [Fuentre: Combates no Rio de Janeiro – Brasileiros contra estrangeiros em uma guerra de extermínio…]

“Segundo a Anistia Internacional, o número de mortos ligados às operações da polícia no Rio de Janeiro saltou de 416, em 2013, para 920, em 2016.” (AFP) […] [Fuente: Favela se mobiliza contra violência no Rio de Janeiro | PORRTAL DE ANGOLA]


[…] [Fuente: LA VANGUARDIA]


Favelas en Río de Janeiro – El Orden Urbano en el S.XXI

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*