Más curas pederastas

pederasta1

Escándalo pederasta salpica a Brasil y Chile

La ola de escándalos por pederastia que afecta a la Iglesia Católica de Europa se extendió ayer a Brasil y Chile, países sumamente católicos, en los que sacerdotes han sido denunciados por abusos sexuales a menores.

La semana recién pasada un canal brasileño mostró imágenes en cámara oculta en las que aparece el cura Luiz Marques Barbosa, de 82 años, manteniendo relaciones sexuales con un joven en el estado nordestino de Alagoas.

El Vaticano reconoció que existen denuncias de abuso sexual a menores cometidos por sacerdotes en Brasil y desmintió que se trate de “obispos”, según declaró el portavoz de la Santa Sede, padre Federico Lombardi.

“Se trata de sacerdotes”, precisó Lombardi al referirse a las noticias divulgadas por la agencia brasileña UOL Noticias, que cita las denuncias hechas por el programa de televisión Conexao Reporter en el que varios alumnos relatan casos de abusos por parte de “dos monseñores y un sacerdote”.

Los desmentidos y las aclaraciones del vocero del Papa ocurren en un momento delicado para la Iglesia Católica, azotada por las denuncias en Irlanda, Holanda, Suiza, Austria y Alemania, el país natal del papa Benedicto XVI. (Y España –malditos curas salesianos de la Universidad Laboral de Sevilla-  y Suecia, que salió a la luza hace unas semanas, no nos olvidemos.)

Las imágenes de cámara oculta en las que aparece el padre Barbosa manteniendo relaciones sexuales con un joven se suman a los testimonios de muchas víctimas de abusos cometidos en los últimos 40 años en Europa.

La prensa de Alagoas precisó que el obispo Valério Brda resolvió apartar de las actividades eclesiásticas a los sacerdotes Barbosa, Edilson Duarte y Raimundo Gomes, luego de que las denuncias salieran a la luz.

Religioso español

Además, ayer se conoció que un religioso español de la congregación de los Clérigos de San Viator fue detenido por autoridades de Chile por posesión de pornografía infantil y por haber abusado supuestamente de al menos 15 menores en colegios españoles donde trabajó entre 1992 y el 2005. [www.prensalibre.com/noticias/internacional/Escandalo-pederasta-salpica-Brasil-Chile_0_226777366.html]

pede monsenhorluiz

Monsenhor Luis Marques Barbosa : sexo,intrigas e poder na igreja católica de Arapiraca (Vídeo)

Primeiramente vamos ao que diz na reportagem no site do SBT

Atrás da Sacristia, o segredo. Uma imagem perturbadora. Sexo, intrigas e poder na Igreja Católica. O altar e o crucifixo como testemunhas. Mentes traumatizadas. Lembranças que persistem. Pesadelos intermináveis. O ensino sagrado, evangelho e a formação do caráter de jovens. Pretexto para se aproximar de meninos que achavam que ser coroinha era o caminho mais curto até Deus? O verdadeiro caminho do calvário. A inocência negada. Proibida. Violentada.

Nossa investigação começa quando temos acesso a um vídeo, entregue por um morador de uma cidade de Alagoas. Cenas que revelam uma face obscura da fé. No fundo, o altar de uma casa construída com o dinheiro dos fiéis. Na cama, um padre. O sacerdote em ato sexual com um jovem. Ao final, o padre se assusta ao perceber que tudo estava sendo registrado.

Arapiraca, duzentos mil habitantes, a segunda maior cidade do estado de Alagoas. Como em tantos lugares do interior do país, a igreja exerce colossal influência na vida da comunidade. O padre trata-se de um dos religiosos mais conhecidos na região. De seus oitenta e dois anos, cinquenta e oito são de sacerdócio e vinte a frente da Paróquia de São José. Mesmo aposentado continua celebrando missas e casamentos pelo enorme prestígio. Camisetas foram vendidas para arrecadar dinheiro para a construção de uma casa para ele. Os fiéis de Arapiraca o enxergam como um verdadeiro santo.

pederasti_thumblA suposta vítima um ex-coroinha que aparece no vídeo mantendo relações sexuais com um Monsenhor de Arapiraca. Hoje ele diz que tem consciência do mal que o assombrou durante oito anos. Mas a fé, até então inabalável, foi sendo pouco a pouco substituída por outro sentimento. Revolta. Localizamos também quem filmou as imagens. Trata-se de outro ex-coroinha que também disse que foi vítima do padre, com doze anos. Hoje, com vinte e um anos, ele diz que resolveu dar um basta. O ex-coroinha aproveitou que o portão da casa estava entreaberto e com uma câmera na mão registrou a tarde de orgia e luxúria do padre. As imagens sugerem uma relação consentida, mas o ex-coroinha conta que os abusos começaram quando ele era apenas um menino. […]
[…]

Assessor de Comunicação da Igreja se manifesta sobre caso de Arapiraca

O Monsenhor tem que ser tratado e responsabilizado, diz Padre Juarez Castro

Horas após a divulgação da reportagem do SBT que falou sobre o caso de pedofilia envolvendo padres em Arapiraca o assessor de comunicação da Arquidiocese de São Paulo e um dos mais influentes padres do Brasil, Padre Juarez de Castro se manifestou em uma entrevista ao repórter Caros Nascimento, também do SBT.

Padre Juarez disse que o caso, que mostra inclusive um vídeo onde o Monsenhor Luis Marques faz sexo com um menor, é gravíssimo mas que a Pedofilia é um mal que aflige toda a sociedade e não apenas a Igreja Católica.

“A pedofilia é uma patologia grave que tem que ser cuidada,ela não é exclusividade da Igreja Católica e este caso deve servir de alerta para uma questão que envolve toda a sociedade brasileira” explicou ele.

A respeito do Monsenhor Luiz Marques e de outros padres de Arapiraca que possam estar envolvidos ele falou que eles têm que ser responsabilizados pelos crimes que cometeram, mas que também tem que ser ajudados.

“Não é porque eles cometeram esta falha gravíssima que eles devem simplesmente serem abandonados pela Igreja, acredito que eles tem que ser tratados,a Igreja tem que acolher os seus filhos quando eles passam por dificuldades,mas isto não impede que eles sejam inteiramente responsabilizados por todo mal que fizeram” explicou o padre. [gostei.abril.com.br/frame/index/monsenhor-luis-marques-barbosa-sexointrigas-e-poder]

One Comment

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*